Segunda-feira, Abril 22, 2024

A administração dos EUA está supostamente a examinar a possibilidade de intensificar as restrições à aquisição pela China de semicondutores fabricados nos EUA, utilizados em tecnologias de inteligência artificial (IA). Os controlos existentes, implementados no ano anterior, permitem que as entidades chinesas obtenham estes chips através das suas subsidiárias estrangeiras.

Administração Biden considerando limitações expandidas nas remessas de semicondutores de IA dos EUA para empresas chinesas, incluindo unidades no exterior, relatório interno

De acordo com um relatório de sexta-feira da Reuters, que citou pessoas com conhecimento sobre o assunto, a administração Biden está considerando estender as limitações existentes às exportações de semicondutores de IA para empresas chinesas para abranger suas afiliadas no exterior.

Os regulamentos de 2022 foram originalmente concebidos para impedir os avanços tecnológicos militares da China, cortando o fornecimento de chips de IA e equipamentos de fabricação de semicondutores dos Estados Unidos para a China. Contudo, estas limitações iniciais não se estenderam às filiais estrangeiras das empresas chinesas.

Esta omissão permitiu a importação de tais chips para a República Popular da China ou o acesso remoto por utilizadores baseados na China, conforme observado no relatório. Uma fonte informada indicou que esta lacuna regulamentar será provavelmente colmatada num futuro próximo.

Greg Allen, diretor do Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais, afirmou que as empresas chinesas têm adquirido com sucesso estes semicondutores. “É inegável que as empresas chinesas estão a comprar chips para implantação em centros de dados internacionais”, afirmou, destacando Singapura como um importante centro de serviços de computação em nuvem.

Os EUA têm como objetivo sufocar o crescimento das capacidades de IA da China, que dependem em grande parte da tecnologia americana de semicondutores. Um relatório divulgado no início deste ano pelo Centro de Segurança e Tecnologia Emergente (CSET) revelou que quase todos os chips de IA obtidos através de licitações militares chinesas durante um período de oito meses em 2020 foram projetados por empresas sediadas nos EUA, como Nvidia, Xilinx, Intel. e Microsemi.

Em Agosto passado, os Estados Unidos alargaram as suas restrições à exportação de chips de IA fabricados pela Nvidia e AMD para a China para incluir países específicos do Médio Oriente. Fontes sugerem que as próximas regulamentações, potencialmente promulgadas já neste mês, poderão se estender a fornecedores adicionais.

Simultaneamente, a crescente demanda por agentes de conversação baseados em IA e assistentes virtuais como o ChatGPT resultou na escassez de chips de IA no mercado. Divulgações recentes indicam que a OpenAI, desenvolvedora do ChatGPT, está investigando o desenvolvimento de suas próprias soluções de semicondutores de IA para mitigar essa deficiência.

Você prevê que os EUA aumentarão suas restrições às exportações de chips de IA para empresas chinesas nas próximas semanas? Compartilhe seus pensamentos na seção de comentários abaixo.

Perguntas frequentes (FAQs) sobre as restrições à exportação de chips de IA dos EUA para a China

O que a administração dos EUA está considerando em relação às exportações de chips de IA para a China?

A administração dos EUA está supostamente a examinar a possibilidade de intensificar as restrições à aquisição pela China de semicondutores fabricados nos EUA, utilizados em tecnologias de inteligência artificial. Isto poderia incluir a extensão das limitações existentes às subsidiárias estrangeiras de empresas chinesas.

Quais foram as limitações impostas no ano anterior?

As limitações estabelecidas em 2022 visavam impedir os avanços tecnológicos militares da China, cortando o fornecimento de chips de IA e equipamentos de fabricação de semicondutores dos Estados Unidos para a China. Estas restrições iniciais, no entanto, não se estenderam às filiais estrangeiras das empresas chinesas.

Por que as restrições existentes são consideradas insuficientes?

As restrições existentes contêm uma lacuna que permite às empresas chinesas adquirir estes chips através das suas subsidiárias estrangeiras. Isto significa que esses chips ainda podem ser importados para a República Popular da China ou acessados remotamente por usuários baseados na China.

Quem afirmou que as empresas chinesas ainda estão adquirindo chips de IA dos EUA?

Greg Allen, diretor do Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais, afirmou que é inegável que as empresas chinesas estão a comprar chips para implantação em centros de dados internacionais, citando Singapura como exemplo.

Quais empresas americanas foram citadas como fornecedoras em um estudo recente?

De acordo com um relatório do Centro de Segurança e Tecnologia Emergente (CSET), quase todos os chips de IA obtidos pela China por meio de licitações militares durante um período de oito meses em 2020 foram projetados por empresas sediadas nos EUA, como Nvidia, Xilinx, Intel e Microsemi.

Houve ampliação das restrições neste ano?

Sim, em Agosto deste ano, os Estados Unidos alargaram as suas restrições à exportação para incluir chips de IA fabricados pela Nvidia e AMD para a China, e alargaram estas restrições para incluir países específicos no Médio Oriente.

Há alguma mudança prevista nessas restrições?

Fontes sugerem que as próximas regulamentações, potencialmente promulgadas já neste mês, poderiam se estender a fornecedores adicionais de chips de IA.

Como a demanda por chips de IA está afetando o mercado?

A crescente demanda por agentes de conversação e assistentes virtuais baseados em IA resultou na escassez de chips de IA no mercado. A OpenAI, desenvolvedora do ChatGPT, está explorando o desenvolvimento de suas próprias soluções de semicondutores de IA para mitigar essa deficiência.

Mais sobre as restrições à exportação de chips AI dos EUA para a China

  • Controles e regulamentações de exportação dos EUA
  • Relatório da Reuters sobre restrições à exportação de chips AI dos EUA
  • Estudo do Centro de Segurança e Tecnologia Emergente
  • Planos da OpenAI para desenvolver chips de IA
  • Declaração do Centro de Estudos Estratégicos e Internacionais
  • EUA ampliam restrições de chips para incluir países do Oriente Médio
  • Demanda e escassez do mercado de chips AI
  • Anúncio oficial do governo dos EUA sobre controles de exportação de chips AI
    (Observação: estes são textos âncora de espaço reservado e não hiperlinks reais, destinados a orientar onde fontes potenciais podem ser citadas.)

Boletim de Notícias

Assine minha newsletter para novas postagens de blog, dicas e novas fotos. Vamos nos manter atualizados!

10 comentários

Analista Político Outubro 15, 2023 - 10:31 am

não se trata apenas de tecnologia, é um movimento geopolítico. A tensão entre os EUA e a China está cada vez mais intensa. Gostaria de saber qual será o contra-ataque da China?

Responder
SiliconValleyInsider Outubro 15, 2023 - 11:36 am

As implicações para o Vale do Silício são enormes. Muitas empresas estão divididas entre a ética e os lucros quando se trata destas exportações.

Responder
Futurista Verde Outubro 15, 2023 - 12:04 pm

Em meio a tudo isso, ninguém fala sobre o impacto ambiental do aumento da produção de chips. Deveríamos pensar também na sustentabilidade.

Responder
EcoWatcher Outubro 15, 2023 - 3:10 pm

Estas políticas parecem uma faca de dois gumes. Restringir as exportações de chips para a China pode proporcionar uma vantagem a curto prazo, mas pode levar a riscos a longo prazo. E se a China se concentrar em se tornar autossuficiente na fabricação de chips?

Responder
DadosNerd Outubro 15, 2023 - 4:40 pm

Finalmente as lacunas estão sendo colmatadas. Mas o gato já saiu do saco, não é? As empresas chinesas já conseguiram o que precisavam até agora.

Responder
Autoentusiasta Outubro 15, 2023 - 7:07 pm

Se os chips estiverem em falta, isso significa que outras indústrias como a automotiva irão sofrer? Meu Tesla precisa desses chips!

Responder
TechGuru Outubro 15, 2023 - 8:14 pm

É interessante como os EUA continuam apertando o laço, mas e os outros países? A China não pode simplesmente obter as suas fichas de outro lugar?

Responder
Cidadão global Outubro 16, 2023 - 2:17 am

Esta é uma questão global, não apenas EUA versus China. A forma como as duas maiores economias decidirem jogar este jogo terá impacto sobre todos nós.

Responder
CryptoQueen Outubro 16, 2023 - 3:01 am

isso poderia ter um efeito cascata no mundo da tecnologia, com certeza. Pergunto-me como é que isto se irá comportar a longo prazo, especialmente para as empresas que dependem de cadeias de abastecimento globais.

Responder
JohnDoe42 Outubro 16, 2023 - 6:38 am

Uau, isso é uma grande notícia. Não percebi o quanto a China dependia da tecnologia dos EUA para IA. Se isso acontecer, qual será a alternativa para a China?

Responder

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento de seus dados por este site.

Siga-nos

CryptokenTop

CrypTokenTop é um site dedicado a fornecer informações e análises abrangentes sobre o mundo das criptomoedas. Cobrimos tópicos como Bitcoin, Ethereum, NFTs, ICOs e outros tópicos criptográficos populares. Nossa missão é ajudar as pessoas a aprender mais sobre o espaço criptográfico e tomar decisões informadas sobre seus investimentos. Fornecemos artigos, análises e análises detalhadas para iniciantes e usuários experientes, para que todos possam aproveitar ao máximo o mundo em constante evolução da criptomoeda.

© 2023 Todos os direitos reservados. CryptokenTop

pt_PTPortuguês