Sexta-feira, Abril 19, 2024

O Ministro das Relações Exteriores da Argentina anunciou recentemente uma mudança política significativa em relação aos contratos financeiros. Segundo o ministro, as partes que celebram contratos agora podem denomina-los em bitcoin ou qualquer outro meio de troca de sua escolha. Além disso, os devedores serão legalmente obrigados a cumprir as suas obrigações contratuais utilizando a moeda designada, quer seja reconhecida como moeda legal na República ou não.

Este anúncio da Ministra dos Negócios Estrangeiros da Argentina, Diana Mondino, assinala uma mudança notável na abordagem do país aos acordos financeiros. Os residentes podem agora realizar negócios e liquidar contratos utilizando vários meios de troca, conforme acordado pelas partes envolvidas.

Esta evolução é vista no contexto do compromisso do Presidente Javier Milei em cumprir as promessas de campanha. O presidente Milei, um defensor da adopção do bitcoin, fez promessas substanciais durante a sua campanha eleitoral, incluindo a intenção de dolarizar a economia e abolir o banco central.

No entanto, desde que assumiu o cargo em 10 de Dezembro, o Presidente Milei tem enfrentado pressão de apoiantes, incluindo figuras proeminentes como Steve Hanke, professor da Universidade Johns Hopkins, para cumprir a sua promessa de dolarização. Surpreendentemente, o Presidente não só resistiu a estes apelos como também optou por desvalorizar a moeda nacional, o peso, em mais de 50%.

As observações feitas pelo Ministro Mondino indicam um afastamento do uso exclusivo do peso como meio legal de câmbio na Argentina. Ela afirmou: “E também quaisquer outras criptomoedas e/ou mercadorias, como quilogramas de aço ou litros de leite. O artigo 766.º especifica a obrigação do devedor de entregar o montante correspondente da moeda designada, quer tenha curso legal na República ou não.”

Além desta mudança, o governo Milei também anunciou outras medidas, incluindo a redução dos subsídios aos combustíveis e aos transportes, a racionalização dos ministérios governamentais e a modernização da legislação laboral.

No entanto, alguns utilizadores das redes sociais reagiram com cepticismo ao anúncio do Ministro Mondino, sugerindo que este pode levar a um regresso a um sistema de troca directa. O ceticismo é exemplificado por um comentário da usuária Martha Lamartha, que propôs com humor uma troca por serviços odontológicos.

Este desenvolvimento levanta questões intrigantes sobre o futuro do cenário financeiro da Argentina e o impacto potencial da adoção das criptomoedas na sua economia. O que você acha dessa mudança política significativa? Sinta-se à vontade para compartilhar suas opiniões na seção de comentários abaixo.

Perguntas frequentes (FAQs) sobre a adoção de criptomoedas na Argentina

P: Qual é a principal mudança política anunciada pelo Ministro das Relações Exteriores da Argentina em relação aos contratos financeiros?

R: O Ministro das Relações Exteriores da Argentina anunciou que os contratos financeiros agora podem ser denominados em bitcoin ou qualquer outro meio de troca escolhido pelas partes envolvidas. Os devedores também são legalmente obrigados a cumprir suas obrigações usando a moeda designada, seja ela reconhecida como moeda legal no país ou não.

P: Quem é o presidente Javier Milei e quais foram algumas das suas promessas de campanha relacionadas com esta mudança política?

R: O presidente Javier Milei é um defensor da adoção do bitcoin e fez promessas significativas durante sua campanha eleitoral. Estas promessas incluíam a dolarização da economia do país e a abolição do banco central.

P: Que tipo de pressão o Presidente Milei enfrentou desde que assumiu o cargo em relação à sua promessa de dolarização?

R: Desde a sua tomada de posse, o Presidente Milei tem enfrentado pressão de apoiantes, incluindo figuras proeminentes como o professor da Universidade Johns Hopkins, Steve Hanke, para cumprir a sua promessa de dolarização. Contudo, ele não só resistiu a estes apelos como também desvalorizou a moeda nacional, o peso, em mais de 50%.

P: Como o anúncio do Ministro Mondino impacta o uso da criptomoeda na Argentina?

R: O anúncio do Ministro Mondino significa um abandono do uso exclusivo do peso como meio legal de câmbio na Argentina. As partes envolvidas em contratos financeiros podem agora utilizar várias criptomoedas e até mercadorias como aço ou leite, conforme acordado.

P: Existem outras medidas anunciadas pelo governo Milei além desta mudança de política?

R: Sim, além da criptomoeda e da mudança na política contratual, o governo Milei anunciou outras medidas, incluindo o corte de subsídios aos combustíveis e aos transportes, a simplificação dos ministérios do governo e a modernização da legislação laboral.

P: Como reagiu o público ao anúncio do Ministro Mondino nas redes sociais?

R: Alguns utilizadores das redes sociais responderam com cepticismo e humor ao anúncio do Ministro Mondino, sugerindo que poderia levar a um regresso a um sistema de troca directa. Esse ceticismo é exemplificado por um comentário humorístico propondo uma troca por serviços odontológicos.

Mais sobre a adoção de criptomoedas na Argentina

Boletim de Notícias

Assine minha newsletter para novas postagens de blog, dicas e novas fotos. Vamos nos manter atualizados!

Deixe um comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento de seus dados por este site.

Siga-nos

CryptokenTop

CrypTokenTop é um site dedicado a fornecer informações e análises abrangentes sobre o mundo das criptomoedas. Cobrimos tópicos como Bitcoin, Ethereum, NFTs, ICOs e outros tópicos criptográficos populares. Nossa missão é ajudar as pessoas a aprender mais sobre o espaço criptográfico e tomar decisões informadas sobre seus investimentos. Fornecemos artigos, análises e análises detalhadas para iniciantes e usuários experientes, para que todos possam aproveitar ao máximo o mundo em constante evolução da criptomoeda.

© 2023 Todos os direitos reservados. CryptokenTop

pt_PTPortuguês